Este blog é de todos e para todos!

Este blog é um ponto de encontro de trocas de ideias e experiências vividas!

Desde já agradeço todos os testemunhos de doentes, amigos e familiares de fibromialgicos!

Envie-nos um e-mail ou deixe um comentario do seu testemunho sobre a Fibromialgia.
Os sintomas, o que faz para os aliviar, como suporta, como passa o dia-a-dia com esta "companhia" etc, etc.

Deixe perguntas e/ou sugestões.

Gostaria de ser um dos autores deste blog? Deixe o seu e-mail! Será muito bem-vindo/a!
Um Abraço E NUNCA SE AUTO-MEDIQUEM, PROCUREM AJUDA MÉDICA ESPECIALIZADA!


quarta-feira, 4 de junho de 2008

O que é e como diagnosticar a Fibromialgia?

É uma doença reumática de causa desconhecida. As mulheres são mais afectadas do que os homens. A idade em que aparecem os primeiros sintomas oscila entre os 20 e 50 anos, embora as crianças e jovens também podem ser afectados.

A fibromialgia é difícil de diagnosticar porque pode ser confundida, numa primeira analise, com outras doenças.
Os doentes apresentam sintomas variados como dores nos tecidos moles (musculoesqueletica), irritabilidade, fadiga, sono não reparador, ansiedade, alterações cognitivas (esquecimento), cefaleias (dores de cabeça), formigueiros, insónias. As dores são lancinantes e por vezes difíceis de suportar. A depressão pode aparecer em 1/3 dos casos.
Um doente de fibromialgia não tem que obrigatoriamente apresentar todos estes sintomas, pois cada caso é um caso.

Antes de se partir para o diagnostico da fibromialgia uma boa parte destes sintomas deve estar presente no mínimo durante 3 meses.

Muitos médicos defendem que a fibromialgia não tem cura, mas existem vários fármacos que atenuam a dor.

4 comentários:

LenaLorosae disse...

Gostaria que me aconselhassem que médicos ou instituições consultar para confirmar o diagnóstico da Fibromialgia, da qual eu acredito que "padeço".

HE

Rosita disse...

Olá Lenalorosae!

Segundo sei aqui em Portugal um médico muito bom é o Dr. Jaime da Cunha Branco. É medico reumatologista (Director do serviço de Reumatologia do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental/ hospital Egas Moniz) e Professor de reumatologia da Faculdade de ciencias medicas da universidade nova de Lisboa.
Tem feito muitos trabalhos de investigação dedicados á dor, nomeadamente á fibromialgia.

Quanto a instituiçoes temos a Myos www.myos.pt e a APDF www.apdf.com.pt

Nestes sites podemos encontrar muita informação sobre a fibromialgia.

Espero que tenha ajudado!

Gostaria porem de a convidar a deixar aqui o seu testemunho sobre a fibromialgia, quais oss seus sintomas, o que faz para os aliviar, como é o seu dia-a-dia com esta doença.
Este blog tambem é seu, como aceitou o nosso convite agora tambem é uma co-autora!! Deixe a sua mensagem na pagina inicial do blog!

Assim podemos levar mais informação com depoimentos reais, a mais pessoas na mesma situação.

Muito Obrigada e continue a colaborar connosco!

As Melhoras
Cumprimentos
Rosita

igor disse...

Olá, venho a cerca de dois anos sofrendo de fortes dores na região do torax, principalmente no centro do peito, dificuldades para dormir, faltas de ar, palpitações, dores no abdomem, entre outros sintomas e dores.
Depois de cardiologistas, pisiquiatras e clinicos gerais e muitos exames a conclusão foi que me encontro em um estado de stress elevado e ansiedade.
Não creio que seja isso pois todos os dias ao final do dia as dores voltam, a falta de sono, noites mal dormidas, e ansiedade acontecem sim mas devidos as dores que venho sentindo e explicando, mas sem retorno pois os medicos não diagnosticam nada que possa ser "visuALIZADO", NÃO AGUENTO MAIS, TA DIFICIL , PRECISO DE AJUDA.

Helena disse...

Também eu seou uma doente fibromiálgica...que fui apelidada de preguiçosa, mandriona, a mulher de todas as doenças.
Como isso me ofendeu durante anos e anos! Há 3 anos foi-me diagnosticada a doença. Tenho-me matado a trabalhar toda a vida e mais agora, que com 61 anos me vejo forçada a fazer trabalhos muito pesados para poder sobreviver.
Porque esta doença não dá reforma? Gostava de saber.
Um abraço a todos e todasd doentes que como eu sofrem calados neste país!