Este blog é de todos e para todos!

Este blog é um ponto de encontro de trocas de ideias e experiências vividas!

Desde já agradeço todos os testemunhos de doentes, amigos e familiares de fibromialgicos!

Envie-nos um e-mail ou deixe um comentario do seu testemunho sobre a Fibromialgia.
Os sintomas, o que faz para os aliviar, como suporta, como passa o dia-a-dia com esta "companhia" etc, etc.

Deixe perguntas e/ou sugestões.

Gostaria de ser um dos autores deste blog? Deixe o seu e-mail! Será muito bem-vindo/a!
Um Abraço E NUNCA SE AUTO-MEDIQUEM, PROCUREM AJUDA MÉDICA ESPECIALIZADA!


quarta-feira, 18 de Junho de 2008

Tenho Fibromialgia e vivo com ela desde 2001

Olá a todos que visitam este blog. Tenho 36 aos de idade e convivo com a fibromialgia desde 2001, quando nem sequer esta era reconhecida como doença, em Portugal. Apesar de o Ministério da saúde ter emanado uma circular informativa na qual reconhecia a fibromialgia como doença reumática, e que esta deveria ser reconhecida por todos os profissionais de saúde, ainda hoje me deparo com médicos (infelizmente) que duvidam desta patologia e descriminam os seus portadores.
Até me diagnosticarem a doença foi um grande calvário de consultas médicas, de medicinas alternativas, de exames complementares de diagnóstico, de desilusão, de depressão, etc. Por incrível que pareça quem me fex o diagnóstico foi um ortopedista e não a reumatologista, já que eu na altura apresentava um quadro muito confuso de sintomatologia. Foram 18 meses de fisioterapia, de medicação intensiva (fiz tudo e experimentei tudo o que eram anti-inflamatórios, anti-depressivos, ansiolíticos, benzodiazepinas, etc). Mas apesar de tudo estive cinco anos sem sintomatologia, fazendo uma vida stressante, com dois filhos e um ainda bébé.
Mas esta doença não deixa que nos esqueçamos dela e resolveu voltar. Voltaram as dores, as insónias, as contraturas musculares, o cansaço, a depressão, o desânimo. Mas desta vez foi diferente. A reumatologista fez o diagnóstico, fui devidamente medicada e tratada. Faço fisioterapia diariamente, já há 18 meses, faço osteopatia também, não me posso esquecer da medicação (que é de praxe) e alterei significativamente a minha forma de estar na vida. Aprendi a relaxar, a deixar para amanhã o que não consigo fazer hoje, a ouvir e a respeitar o meu corpo quando pede descanso.
Quando alguém precisar, estou aqui...

4 comentários:

Rosita disse...

Olá Ana!

Bem Vinda ao nosso Bloguinho!

Parabéns por teres sido a primeira a inaugurar os testemunhos deixados na 1ª pessoa!

Fica a vontade para vires aqui sempre e desabafar quando necessario, deixar dicas, e tudo o que achares relevante sobre a Fibromialgia!

É complicado viver anos a fio com tantas dores e por vezes nem os medicos acreditam e nem sabem bem o que fazer...

Mas aqui vamos saber compreender-nos uns aos outros!

AS melhoras, Força e Coragem

Um Abraço
Rosita

TS disse...

olá!
bem...eu nem sei bem por onde começar...mas apesar de as forças serem poucas, as dores muitas...o sono nem se fala...o k mais me revolta é o facto de os médicos não reconhecerem a fibromialgia como doença...será k não percebem que uma pessoa com fibromialgia quase não se consegue mexer...eu deixei de conseguir as minhas tarefas diárias...até o simples facto de agarrar a minha filha ao colo é um entrave na minha vida...
Para além da dor que não nos quer largar...os médicos da junta médica aínda dizem...«não me venha para aqui falar em fibromialgia...senão vai ja amanhã trabelhar»...e eu pergunto...como???se nem forças tenho para andar...
desculpem o desabafo....mas estas pessoas a quem são chamados de ´médicos`...deviam voltar a estudar...e saber as doenças reconhecidas em portugal...
é uma pena!!!!!
todas estas dores que eu sinto 24horas por dia, 365 dias por ano... se eles as sentissem apenas um dia, eles iriam dar o devido valor....
desculpem o desabafo....mas é uma situação que me provoca uma grande revolta dentro de mim....se a fibromialgia não existisse, quem faz o diagonóstico...não lhe dava esse nome...e para conseguir-mos ficar de baixa o médico que faz o relatório tem que dizer que a doente está com uma depressão....
bejinhos a todas
e vivam cada dia ao máximo que conseguirem...apesar de ser uma luta....

Sumo de Mangostão XanGo disse...

Olá,

O Sumo de Mangostão XanGo, de Distribuição Directa ao Consumidor é
o Alimento com + Xantonas além de outros nutrientes que existem quase isoladamente em algumas plantas.É a sinergia dos nutrientes, vitamaninas e sais minerais, que potenciam o seu efeito anti-inflamatório natural, entre inúmeros benefícios... Sem efeitos secundários.

Experimente e Veja por Si!

Preço de Venda Uniário: 35€ cada garrafa

Mas pode ser cliente com desconto por apenas 34€. (Inclui um Kit).
Compensa Inscrever-se sem obrigatoriedade, apenas para comprar quando quiser, quantas caixas quiser:
1 caixa traz 4 garrafas
Preços
1 caixa: 110€
2 caixa: 205€
4 caixas: 400€

Como se recomenda a toma no mínimo 90 dias, faz o tratamento completo por 434€.
Faça a sua Encomenda ou Melhor Seja cliente com Desconto! Qualidade e Exclusividade ao preço + baixo!
http://integromangostao.blogspot.com
Oferta dos portes de envio.

Maria Sá Reigada
Consultora Independente XanGo Informações/inscrições/Acompanhamento
962653776

Anónimo disse...

JÔ...Começo dizendo que descobrir que tenho fibromialgia a 1 ano ,e no começo fiquei assustada.O médico só me disse você tem tal doença,eu curiosa perguntei o nome pq achei estranho só o que ele me disse foi o nome e mais nada como se fosse qualquer coisinha e que não afetaria nada em minha vida.Curiosa,pesquisei na internet e por meio da mesma descobrir o que realmente era.
Ele me passou remédios controlados,não adiantou nada,fiz vários exames e continua as dores bem mais fortes.Já me peguei noites chorandp,minha familia não tem a real noção do que eu tenho,só quem passa por isso pode me entender.Tenho 31 anos e realmente me sinto limitada a fazer várias coisas tipo: Pegar meus filhos nos braços ,andar muito nem pensar,acordo cansada,não durmo direito e percebo que as dores aumentam quando fico nervosa ou ansiosa por qualquer que seja a razão. vou aprender a conviver com ela fazer o que?